Notícias

(20/07/2016)
Seminário Cidades Inclusivas ES: formação, integração e força socialista para as eleições 2016


Seminário Cidades Inclusivas ES: formação, integração e força socialista para as eleições 2016


O Seminário Cidades Inclusivas ES marcou o projeto político do PSB-ES nas eleições 2016 e em suas futuras gestões


_SAV8480A manhã do último sábado (16) foi diferente para cerca de 150 socialistas capixabas, que participaram do Seminário Estadual Cidades Inclusivas ES, promovido pela Fundação João Mangabeira (FJM) e pelo PSB-ES. O evento foi realizado no Hotel Aruan, na Praia de Camburi, em Vitória, e marcou o projeto político do partido nas campanhas eleitorais 2016 e em suas futuras gestões.


Com o direcionamento voltado para os pré-candidatos(as) a prefeitos(as) e vereadores(as) das eleições 2016, o seminário discutiu quatro eixos: gestão de qualidade, educação, desenvolvimento sustentável e inclusão produtiva e compromisso com o meio ambiente, especialmente no que se refere a crise hídrica.


Para a pré-candidata a vereadora do município de Serra, Pâmela de Lucena Marciano, as palestras realizadas foram fundamentais para ampliar e alinhar o discurso dos socialistas nas campanhas eleitorais. “As campanhas terão um tempo mais curto e os palestrantes passaram a experiência deles para nós. Aprendemos sobre a importância da transparência e do investimento sistemático em educação e desenvolvimento”, disse Pâmela.


Renato Casagrande, Presidente Nacional da Fundação João Mangabeira, marcou presença no Seminário Cidades Inclusivas. “Ter um momento como este mostra que o nosso partido quer dar todo o suporte para os nossos pré-candidatos (as) nas eleições 2016. Queremos alinhar o discurso, ampliar os nossos conhecimentos para atender as reais necessidades da sociedade. Nós acreditamos na nova política”, disse Casagrande.


Prefeito de Vitória apoia o PSB-ES


IMG_5203Luciano Rezende (PPS), prefeito de Vitória, foi ao evento ressaltar o apoio do seu partido ao PSB-ES. “Estamos muito honrados com a parceria entre o PPS e o PSB. A política está mudando. Não vivemos mais a política do século XX, que não é transparente e participativa. Hoje queremos uma política de forma horizontal, na qual os gestores públicos dialogam com a sociedade a fim de atender as suas necessidades”, disse.


O prefeito salientou ainda que, ao pensar em se candidatar como prefeito da cidade de Vitória em 2011, teve uma conversa com o Renato Casagrande, que era Governador do Estado. “Eu disse a Casagrande que podia não ser eleito, mas queria o seu apoio, queria ter condições de concorrer. Existia um arranjo político que impedia a disputa eleitoral na cidade de Vitória. O PSB foi fundamental para que não só tivesse outro candidato, mas que tivesse 2º turno e eu fosse eleito. O PPS vem aqui declarar o seu apoio ao PSB”, reiterou Luciano Rezende.


Cidades Transparentes: Senador João Capiberibe (PSB-AP) fala sobre gestão de qualidade


_SAV8360O primeiro eixo do Seminário Cidades Inclusivas foi ministrado pelo Senador da República João Capiberibe (PSB-AP), que trouxe a sua experiência política na palestra cujo tema era “Gestão de qualidade: planejada, transparente, participativa sob controle social”.


O Senador ressaltou a importância da Lei de Responsabilidade e o uso das redes sociais para um diálogo com os eleitores e a prática de um mandato transparente. “A democracia que conhecemos se consolidou no século 20, que é a democracia representativa. No entanto, a relação entre as pessoas mudou. Hoje nos comunicamos com a tecnologia digital e a democracia é participativa”, disse Capiberibe.


Em relação a prática de um mandato transparente, Capiberibe disse que é possível que os políticos eleitos façam uma cidade inclusiva, na qual todos podem participar ativamente do orçamento público. “Quando se trata de transparência, Renato Casagrande fez um dos melhores trabalhos no Espírito Santo, mostrando que é possível desenvolver cidades inteligentes, nas quais o poder público e a sociedade construam juntos as políticas necessárias para viver melhor”, pontuou o Senador.


Cidades do Conhecimento: Secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte (MG) fala sobre Educação


O segundo tema foi ministrado pela Drª Sueli Baliza, Secretária Municipal deIMG_5227 Educação de Belo Horizonte (MG), que falou sobre “Cidade do Conhecimento: Projeto de Educação Integral e tecnológica”. Em sua fala, a Secretária trouxe a experiência adquirida no desenvolvimento da educação de Belo Horizonte com ações conjuntas com o Governo Federal e a Sociedade Civil.


“Em Belo Horizonte, fazemos com que a escola não seja um lugar de passagem, mas faça parte da vida do aluno e da comunidade. Realizamos o Programa Educação em Tempo Integral, o Programa Escola nas Férias e o Programa Escola Aberta, adaptando e ampliado as potencialidades de cada um deles”, disse.


A secretária salientou ainda a importância de tratar a educação como prioridade, desenvolvendo o município por meio de cursos de capacitação, parcerias com as universidades, as faculdades de música e os clubes de lazer. “Gosto muito de um provérbio indígena que diz que, para educar uma criança, é necessário uma aldeia inteira”. Da mesma forma é com a educação de hoje, afirmou.


Ex- Prefeito Yves Ribeiro: uma história de insistência com o compromisso social


_SAV8438Considerado o prefeito com maior número de mandatos do Brasil em três cidades diferentes, Yves Ribeiro trouxe aos socialistas sua trajetória política como forma de mostrar que é possível exercer mandatos com compromisso.


“Tenho 32 anos de mandatos no total, tudo que eu aprendi foi com o PSB. Exerci mandatos participativos e transparentes, o que sempre me fez ser eleito com a maioria dos votos válidos. O que posso dizer para vocês é que sigam em frente e pratiquem a nova política, que é baseada nos ideais de liberdade e igualdade”, salientou Yves, que atualmente é pré-candidato a prefeito de Igarassu (PE).


Cidades sustentáveis: compromisso com o meio ambiente


_SAV8445O último eixo discutido foi “Compromisso com o meio ambiente: recuperação hídrica e florestal”, proferida pelo ex-Ministro do Meio Ambiente e engenheiro florestal Dr. José Carlos Carvalho. Em sua palestra, Carvalho chamou atenção para a crise hídrica vivida não só no Espírito Santo, mas em todo o Brasil.


“Nós vivemos um momento crítico e ainda tivemos a tragédia do Rio Doce, que é pouco discutida e deixada de lado, que foi a ruptura da barragem em Mariana (MG). Devemos enfrentar essa tragédia, como também a tragédia silenciosa que cometemos no dia a dia, os esgotos que vão direto para os rios, lagoas e mar. Não vivemos sem água e é preciso que vocês, pré-candidatos e pré-candidatas, quando eleitos, criem políticas públicas que priorizem a sua conservação”, salientou o ex-ministro.