Notícias

(27/09/2017)
PSB renova executivas dos segmentos sociais estaduais


Novas lideranças fortalecem representatividade dos movimentos sociais e mostram suas bandeiras


Os grupos dos segmentos estaduais do PSB já contam com novas lideranças para prosseguir com o trabalho nos próximos três anos. Em 2017, quase todos os segmentos disputaram chapa para renovar o comando, e agora as novas executivas se preparam para planejar as ações da nova gestão em sincronia com as eleições do ano que vem.


Para o novo presidente do PSB-ES, Luiz Ciciliotti, toda renovação é válida para oxigenar os movimentos sociais, que terão um papel importante nesse processo que se inicia de preparação dos quadros do partido para disputar as eleições de 2018. “Esperamos que cada executiva que entra agora esteja coesa para montar um planejamento estratégico de forma que se torne cada vez mais focada em participar da política do partido. Como os segmentos estão em todos os municípios, se estiverem organizados poderemos contar com eles. Mas, embora as eleições sejam importantíssimas, eles não podem perder o foco de continuar defendendo suas bandeiras e seguir as diretrizes do partido”, afirmou o presidente.


 


Juventude diversificada


A Juventude Socialista estadual elegeu Jiberlandio Sahad como novo presidente. Com foco numa executiva mais representativa, a nova gestão é formada por jovens de várias correntes, homens, mulheres e, principalmente, com representatividade do interior do Estado. “Eles também precisam estar dentro do poder na executiva estadual, fortalecendo as políticas públicas para a juventude de outras cidades. Hoje temos jovens capacitados que já militaram no movimento estudantil para tocar o segmento. Nossa meta é criar conselhos, grêmios e preparar candidatos jovens para 2020. Para isso, precisamos ter lideranças fortes na juventude”, frisou Jiberlandio.


 


Formação para mulheres


Eleita secretária estadual do segmento das Mulheres Socialistas, Jacqueline Moraes, acadêmica em Direito e ex-vereadora de Cariacica, também conta que ouviu companheiras do interior, que viam a necessidade de ampliar ações nos diretórios municipais. Daí surgiu a iniciativa de montar uma chapa para reforçar o debate de formação política para as mulheres. “Nossa intenção é fazer uma comunicação bem próxima dos projetos do PSB-ES, realizando vários eventos de formação política para mulheres em microrregiões. Atingir o interesse delas e orientar sobre candidatura. Vamos reunir essa nova formação e apresentar em breve um planejamento estratégico amplamente discutido com a nova diretoria e com as mulheres dos diretórios municipais”, planeja Jacqueline.


 


Maior executiva LGBT do país


No segmento LGBT, o secretário estadual eleito foi Rogério Amaral, que vai comandar uma executiva com nove membros – o Espírito Santo é o único que atingiu esse número até agora, o que prova a força do segmento no Estado. Segundo ele, a executiva foi montada com muita coerência e luta. Na pauta para 2018 estão o seminário estadual inédito, o lançamento de candidatos do segmento para a eleição e o apoio a Renato Casagrande para governador. “Estamos com oito municípios organizados do segmento LGBT e queremos ampliar a atuação em mais cidades, por meio de palestras públicas e visitas nos diretórios municipais, para no ano que vem realizarmos o primeiro Seminário Estadual de Formação de Política Pública para LGBT”, aponta Rogério.


 


Negritude


A nova liderança da Negritude Socialista é o professor Junior Bola, eleito Secretário Estadual do segmento. Ele conta que assumiu em 2016 de forma interina e conseguiu nesse período contribuir para o crescimento do movimento, ampliando de 16 para 22 diretórios municipais da negritude, além de reativar a NSB em Serra e Cariacica e levar quatro representantes para o Fórum Nacional da NSB, em Brasília. Após essas ações, houve consenso na formação de uma chapa de coalizão, com 11 membros, incluindo gente nova  disposta a contribuir para a NSB continuar crescendo.


“Temos representação de Muniz Freire, Fundão, Montanha, São Mateus e outros nomes que trouxeram essa renovação para o segmento aqui na Grande Vitória. Nossa meta é continuar essa luta da igualdade, fazer as leis serem respeitadas e mostrar a importância da participação do negro no mercado de trabalho, na cultura e que temos condições de ocupar esses espaços. Em novembro estaremos no segundo ato do Fórum Nacional, para fechar um material único para a negritude no cenário nacional”, afirmou o presidente da NSB.



Movimento Popular forte


A nova gestão do Movimento Popular Socialista do Espírito Santo está sendo liderada pelo secretário estadual eleito Mario César do Nascimento Moreira. Experiente na militância, Mario citou as metas do segmento, entre elas, ações concretas para fortalecer uma educação popular, emancipadora e inclusiva; o fortalecimento da política da economia solidária; e a erradicação da desigualdade social.


“O Movimento Popular Socialista buscará uma nova visão de implementação de políticas públicas regionais, dialogando com a sociedade e promovendo de forma permanente a qualificação e a formação dos militantes e lideranças, com o objetivo de reduzir as desigualdades sociais e ocupar cargos públicos para, assim, fortalecer o PSB com quadros para candidatura que resultem numa gestão pública socialista”, disse Mario.



Fotos