Notícias

(25/04/2017)
Os primeiros 100 dias de mandato dos prefeitos socialistas


No mês de abril, os prefeitos do PSB eleitos em 2016 completaram seus primeiros 100 dias de mandato frente às gestões de suas cidades. Com objetivo de acompanhar o trabalho desenvolvido pelos socialistas, conversamos com os gestores e trouxemos os primeiros resultados apresentados por eles.


 Atílio Vivácqua


Almir Lima Barros- Atílio VivácquaLocalizada no sul do Espírito Santo, a cidade de Atílio Vivácqua tem como prefeito Almir Barros, que exerce seu primeiro mandato como gestor da cidade. Nesse período inicial, o socialista se dedicou a organização das Secretárias e das despesas públicas, além do desenvolvimento da saúde, educação e agricultura.


“Esses primeiros 100 dias foram desafiadores. Enfrentamos uma enchente em fevereiro e ainda estamos organizando as secretarias. Por outro lado, trabalhamos para Atílio Vivácqua se desenvolva. Fizemos manutenção nas estradas do interior, adquirimos maquinários, contratamos profissionais da saúde, como cardiologista e oftalmologista, que recebiam uma alta demanda de consulta. Recebemos emenda do Deputado Estadual Bruno Lamas (PSB) para comprarmos uma van e levarmos os pacientes até Vitória, e também vamos adquirir caminhões, carros para saúde e um aparelho para fazer ultrassom por meio de emendas parlamentares”, disse o prefeito Almir Barros.


Cachoeiro de Itapemirim


Victor Coelho- Cachoeiro de ItapemirimConsiderada um polo de desenvolvimento do sul do Espírito Santo, Cachoeiro de Itapemirim tem como prefeito o socialista Victor Coelho, que priorizou nos primeiros 100 dias de sua gestão a implantação de um novo modelo de administração pública para a cidade.


“A reformulação da estrutura administrativa é fundamental porque vai possibilitar uma gestão mais qualificada e eficiente. Nesses primeiros meses, nos dedicamos muito à elaboração de um Plano de Governo, que abre caminho para a modernização da máquina pública e a construção de um sólido planejamento estratégico para o município”, destacou o prefeito Victor Coelho.


Rio Bananal


Localizada no norte do Espírito Santo, a cidade de Rio Bananal é administradaIMG-20160804-WA0003 por Felismino Ardizzon. O socialista, que já teve dois mandatos como prefeito na cidade, está em sua terceira gestão e também priorizou a organização das contas públicas e o funcionamento eficiente da saúde e educação.


“Priorizamos a saúde por meio da melhoria do transporte dos pacientes e também a educação, com a merenda das crianças e adolescentes em dia e o transporte para leva-las até às escolas. Mesmo apesar da queda da arrecadação, conseguimos pagar os servidores em dia. Agora o nosso foco será agricultura, esporte e assistência social”, disse o prefeito Felismino Ardizzon.


Nova Venécia


Lubiana Barrigueira- Nova VenéciaLubiana Barrigueira, prefeito de Nova Venécia em seu segundo mandato, ressalta a dificuldade vivida por todos os municípios capixabas diante da crise que afeta o país. Apesar disso, o socialista reafirma o seu compromisso com a sociedade.


“Estamos conseguindo cumprir com as nossas propostas, como a convocação de aprovados em concursos públicos municpais, recurso para construção de barragens, intensificamos o Programa de Aquisição de Alimentos, os calçamentos, a aquisição de veículos, entre outras ações”, salientou o prefeito.


Alfredo Chaves


Em Alfredo Chaves, município da região serrana do Espírito Santo, Dr. FernandoFernando Lafayatte- Alfredo Chaves Lafayette é prefeito pela terceira vez na cidade. Dentre as suas primeiras ações, destacam-se a remodelagem de algumas secretarias e gerências, cautela na contratação de pessoal, concessão de abono salarial a todos os servidores, ativação do Plano de Carreira e Vencimentos do Magistério, reativação de vários conselhos municipais, criação e aprovação de várias leis municipais com o intuito de organizar estruturar a cidade.


 “Estes primeiros 100 dias foram de muito trabalho. Não vamos diminuir o ritmo na busca por melhorias para Alfredo Chaves. Todos já sabem atravessamos tempos difíceis, no qual a escassez de recursos é o principal complicador. É preciso trabalhar sempre com novas alternativas de gestão, ouvindo a população e aplicando sabiamente o dinheiro público para que possamos colocar em prática o nosso plano de governo”, pontuou o prefeito Dr. Fernando Lafayette.