Notícias

(17/04/2017)
NOTA PÚBLICA- Delação dos executivos da construtora Odebrecht


PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO – PSBES

Comissão Executiva do Diretório Regional


NOTA PÚBLICA

Acerca da publicidade dos termos de delação dos executivos da Construtora Odebrecht – A lista do ministro Edson Fachin.



1. O companheiro Renato Casagrande é filiado e dirigente do PSB há 30 anos. Nesse período exerceu os cargos de deputado estadual, vice-governador, deputado federal, senador da República e governador do Estado do E. Santo, com notória competência, honradez, zelo, transparência e espírito público;


2. Já no anúncio das delações, o líder socialista reconheceu que em 2010 e 2014 houve doações financeiras de empresas, que foram tratadas pelo comitê financeiro das coligações. Em 2010, a coligação “Juntos pelo Futuro” (PSB/PMDB/PT/PR+12 partidos), elegeu além do governador, dois senadores, cinco deputados federais e dezesseis deputados estaduais, e teve registro de contas aprovado no Tribunal Regional Eleitoral – TRE-ES. Qualquer dúvida será esclarecida no âmbito da justiça;


3.Os noticiários nacional e local, que divulgam os conteúdos dos delatores da Lista do Ministro Fachin, não fazem distinção entre o que foi recurso utilizado na campanha eleitoral, do que é propina para obter vantagens nos contratos públicos. Mas se faz necessário distinguir e esclarecer;


4. O Partido Socialista Brasileiro insiste no debate que propõe o financiamento público da campanha eleitoral, sem a possibilidade de interferência econômica à causa pública, e com equidade dentro do sistema partidário mais seletivo e eleitoralmente eficiente;


5. A direção do PSB-ES reitera sua crença e apoio ao líder e dirigente Renato Casagrande. E acompanha o desenrolar dos fatos com especial interesse que a justiça apure e esclareça, e ao final devolva a confiança nas instituições, na democracia e no processo de representação política.


Vitória, 17 de abril de 2017

Direção Estadual do PSB- ES



pn4181