Notícias

(10/11/2015)
Mulheres Socialistas: formação e planejamento para 2016


Mulheres Socialistas: formação e planejamento para 2016


Durante três dias, as mulheres socialistas do PSB-ES participaram de palestras e dinâmicas de metodologia científica 


Com objetivo de formar, articular e potencializar o Movimento das Mulheres Socialistas do PSB-ES para 2016, 70 mulheres de 14 municípios capixabas participaram do Curso de Formação Política e Planejamento Estratégico, realizado nos dias 06, 07 e 08 de novembro, em Marechal Floriano.


 Com objetivo de formar, articular e potencializar o Movimento das Mulheres Socialistas do PSB-ES para 2016, 70 mulheres de 14 municípios capixabas participaram do Curso de Formação Política e Planejamento Estratégico, realizado nos dias 06, 07 e 08 de novembro, em Marechal Floriano.


O evento contou com palestras, interação e dinâmica de metodologia científica para ampliar e fortalecer o trabalho desenvolvido pelas mulheres do partido, sobretudo com aquelas que almejam ser candidatas nas eleições de 2016. Para Ceia Poubel, Secretária Estadual das Mulheres do PSB, foi um momento de conhecer a realidade de cada município.


“O curso foi fundamental para inserir essas mulheres no meio político e fazer um maior número de prefeitas e vereadoras nas eleições de 2016. Além disso, escutamos como é a articulação do Movimento das Mulheres Socialistas nos municípios presentes, o que nos permite trabalhar melhor”, destaca Ceia.


Renato Casagrande, presidente da Fundação João Mangabeira, esteve presente no Curso de Formação Política e Planejamento Estratégico e parabenizou a coordenação das mulheres pela iniciativa. “Só pela quantidade de mulheres participantes, percebemos a vibração de cada uma delas. Queremos mulheres cada vez mais militantes, o que torna o curso ainda mais importante.”


Formação e planejamento


O primeiro dia de Curso foi marcado pela palestra de Iracema de Paula Lima, secretária de assistência social de Marechal Floriano, cujo tema foi “A importância dos Movimentos Sociais”. Em sua fala, Iracema destacou aspectos fundamentais para a atuação social feminina. “Se existe uma secretaria de Mulheres é porque temos nossa própria individualidade e diferença. Precisamos estar em movimento. Sem movimento não há liberdade”.


No segundo dia do evento, Alberto Gavini, Consultor e Coordenador de Planejamento Estratégico, realizou um trabalho de grupo para a definição de missão e visão do Movimento, salientando a importância da participação de cada um dos municípios. Temas como a importância da atuação do Movimentos das Mulheres Socialistas no ambiente virtual e a imagem da mulher na política também foram abordados e discutidos durante o curso.


Militância


O terceiro dia foi marcado pela palestra sobre militância feminina feita pelo subsecretário de Movimentos Sociais e participação popular do Distrito, professor Acilino Ribeiro e o coordenador estadual da Fundação João Mangabeira e sociólogo, Odmar Péricles, que falou sobre o papel da vereadora e prefeita.


O professor Acilino explicou sobre os processos da participação política. “A atuação política de vocês pode acontecer a partir de duas formas: por meio de uma luta institucional, disputando mandatos ou por meio da luta de massa, com a representatividade em sindicatos, associações, conselhos tutelares e grêmios”. “Qualquer uma das duas é muito importante e precisa passar pelas etapas de articulação, conscientização, organização e mobilização”, complementa.


O sociólogo Odmar finalizou a formação política palestrando sobre o histórico do funcionamento da câmara de vereadores e prefeituras e acrescentou: “Cidade é o lugar da cidadania. É preciso entender e conhecer a cidade para melhor representá-la”.


 



Fotos