Notícias

(19/11/2018)
Conheça parte da equipe de Renato Casagrande para 2019


Governador eleito anunciou nomes para gestão que começa em janeiro


O governador eleito, Renato Casagrande, anunciou nas últimas semanas, em coletiva de imprensa, dez nomes que farão parte de sua gestão a partir de 2019. Com repertório técnico em suas áreas de atuação, nomeados possuem experiência em gestão e políticas públicas, formando uma equipe de governo sob a liderança do socialista. Confira as pastas e os respectivos secretários e secretárias.


45843866_1942867845768764_1492083058948440064_nCerimonial: Hilda Cabas


Uma das mais tradicionais cerimonialistas do estado, Hilda Cabas é natural de Guaçuí, viúva, mãe, avó e bisavó. Hoje com 90 anos, Dona Hilda   acompanhou o governo estadual de 1982 a 2014, sendo responsável pela organização da posse de seis governadores. Após quatro anos afastada, ela retorna à frente das cerimônias do Palácio Anchieta.


 


davi


Casa Civil: Davi Diniz


38 anos, casado e com dois filhos. Formado em geografia e administração e pós-graduado em gestão pública e contábil. Servidor de carreira do governo do estado, na Secretaria de estado de Gestão e Recursos Humanos, no cargo de especialista em políticas públicas e gestão governamental. Na primeira gestão Casagrande, foi presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal – IDAF e secretário de economia e planejamento. Em 2015 foi secretário de administração da Prefeitura de Vitória. Ainda em 2015, assumiu o cargo de secretário da fazenda, que ocupa até a presente data.


 


Bike registrada - Secretário TiagoSecretaria de Governo: Tyago Ribeiro Hoffmann


38 anos, casado e pai de uma menina. É economista e mestre em economia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutor em relações interculturais pela Universidade Aberta de Portugal. Professor universitário há mais de 14 anos, com atuação em diversas disciplinas nas áreas de economia e administração pública. Na primeira gestão Casagrande, foi secretário de governo e chefe da Casa Civil.


Secretaria de Comunicação: Flávia Mignone


55 anos, mãe de duas filhas. Formada em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Pós-graduada em comunicação organizacional. Foi repórter de política dos jornais A Gazeta e A Tribuna por mais de 20 anos. Atuou em diversas campanhas políticas para prefeitos, deputados, senadores e governadores. Na primeira gestão Casagrande, foi superintendente de Comunicação.


Secretaria de Fazenda: Rogélio Pegoretti Caetano Amorim


34 anos, casado e tem uma filha. Formado em engenharia de computação e mestre em informática pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). É auditor de controle externo do Tribunal de Contas do ES e secretário de fazenda de Cachoeiro de Itapemirim. Na primeira gestão Casagrande, foi auditor do estado na Secretaria de Controle e Transparência e também ocupou a função de subsecretário de estado da transparência. Em 2017, foi controlador geral do município de Cachoeiro de Itapemirim. É presidente do Confaz-ES (Conselho dos secretários de fazenda dos municípios) e membro licenciado da ONG Transparência Capixaba.


Casagrande com Rogelio Pegoretti (esquerda) e Álvaro Duboc (direita) — Foto: Viviane Machado/ G1
Casagrande com Rogelio Pegoretti (esquerda) e Álvaro Duboc (direita) — Foto: Viviane Machado/ G1

Secretaria de Planejamento: Álvaro Duboc


54 anos, casado e tem dois filhos. Formado em direito com especialização de direito público e MBA em gestão empresarial. É delegado federal aposentado. Já exerceu algumas chefias na Superintendência da Polícia Federal do Espírito Santo. Foi coordenador-geral de operações da Secretaria Extraordinária de grandes eventos do Ministério da Justiça. Foi secretário de estado de ações estratégicas (Seae) no governo Casagrande (2011-2014) e corregedor da Polícia Federal de 2015 a 2017.


sa-valeSecretaria de Segurança Pública: Roberto Sá


Delegado da polícia federal, formado em direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), em 2000. Ingressou na Escola de formação de oficiais da Polícia Militar, em 1983, como cadete. Posteriormente, após todas as promoções, chegou até o posto de tenente-coronel, quando deixou essa corporação para ingressar na Polícia Federal. Esteve à frente da Delegacia de Polícia Fazendária do estado do Acre e participou, como chefe de segurança móvel, da escolta das 184 delegações estrangeiras presentes à Assembleia Geral da INTERPOL, realizada no Rio, em 2006. Foi secretário de Segurança Pública no Rio de Janeiro.


vitor-de-angelo-secretario-de-educacao-2763e1256b44b669bb673df5a04f5f68Secretaria de Educação: Vitor de Angelo


36 anos, casado, tem uma filha. É formado em história pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), com mestrado e doutorado em ciências sociais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). No ensino básico, trabalhou na modalidade ensino de jovens e adultos no SESI-ES entre 2003-2004. Trabalhou como professor no Instituto de História da Universidade Federal de Uberlândia entre 2007-2008 e no programa de pós-graduação em história da UFES entre 2014-2015. Desde 2011 é professor de ciência política na Universidade Vila Velha (UVV), instituição onde acumula, desde então, atividades de ensino, pesquisa e extensão com funções e cargos de gestão acadêmica. É o atual coordenador do programa de pós-graduação em sociologia política da UVV.


 


unnamedProcuradoria-Geral: Rodrigo de Paula


40 anos, casado e tem duas filhas. Formado em direito pela Universidade Federal (UFES) do Espírito Santo, MBA em direito tributário, mestrado e doutorado em direito e garantias fundamentais pela FDV. Exerce atualmente a função de procurador-chefe do Centro de Estudos e Informações Jurídicas da procuradoria geral do estado.



 


Luiz-Paulo-Vellozo-Lucas-696x392Instituto Jones dos Santos Neves: Luiz Paulo Vellozo Lucas


61 anos, casado e tem três filhos. Formado em engenharia de produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e com pós-graduação em desenvolvimento econômico e em economia industrial. Foi professor da PUC –RJ e da FDV. Foi engenheiro do BNDES e prefeito de Vitória de 1997 a 2005. Em 2006 foi eleito deputado federal. Em 2017, foi secretário nacional de desenvolvimento urbano do Ministério das Cidades.